VITÓRIA!!! UFVJM CRIA CAMPUS EM JANAÚBA, UNAI E EM MAIS TRÊS CIDADES DO VALE, A SEREM DEFINIDAS

O movimento “A UFVJM é nossa” saiu vitoriosa na reunião do CONSU, em Diamantina, na data de hoje (07/10/2011).

 

Em decisão por maioria, ficou aprovado a instalação imediata de dois campus, um em Unaí e outro em Janaúba, no norte de minas. Pelo que foi visto, a criação de pólos no norte era dada como certa, bastando, apenas, a aprovação pelo CONSU.

 

Consu da UFVJM

Só que o movimento “A UFVJM é nossa” defendeu, com bravura, a expansão para o vale do Jequitinhonha, com a criação imediata de três pólos, no alto, baixo e médio Jequitinhonha, o que foi parcialmente acatado pelo CONSU, ou seja, o Conselho acatou também a proposta de incluir no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFVJM a implantação de mais três campi universitários em cidades do Vale do Jequitinhonha, tendo considerado, inclusive, a criação, em curto prazo, de um campus na cidade de Jequitinhonha, conforme as gestões que vêm sendo realizadas junto à Secretaria de Ensino Superior do MEC (SESu).

 

Participaram da reunião 30 conselheiros da UFVJM, além de caravanas das cidades do Vale do Jequitinhonha, como: Itaobim, Capelinha, Minas Novas, Pontos dos Volantes, Medina, Francisco Badaró, Jenipapo de Minas, Virgem da Lapa, dentre outras, além dos prefeitos de Janaúba, Jequitinhonha, Itaobim e Almenara. Participaram também estudantes e professores de Janaúba. O estranho foi a ausência de representantes da cidade de Unaí, que mesmo estando como certa a expansão a esta cidade, não mandou nenhum representante.

 

Dando inicio aos debates, o Reitor da UFVJM, Pedro Ângelo Almeida Abreu falou sobre a decisão de criação de Universidades e pólos em todo Brasil pela presidenta Dilma Rousseff, afirmando, ainda, que a decisão de criação de dois pólos (Janaúba e Unai) foi por parte do MEC e não da Universidade. Explicou ainda que foi o MEC quem ofereceu a expansão de pólos à UFVJM, e que, caso a mesma não acolhesse os pólos, o MEC iria repassar estes a outras universidades de Minas.

 

Após, o reitor disse que solicitou ao Secretario de Educação reunião reivindicando a expansão de outros pólos nas “capitais do vale”. Disse ainda que há encaminhamento para implantação que seria, em principio, em Jequitinhonha, por esta não possuir um IFET (Instituto Federal), como Araçuaí, por exemplo, além de Jequitinhonha estar em região estratégica, poderia ser possível ser implantado campus junto com Janaúba e Unaí.

 

O Reitor Pedro Ângelo chegou a pedir a retirada dos representantes do Movimento "A UFVJM é NOSSA", interrompendo a reunião do CONSU. A atitude demonstrou autoritarismo. Após apelo do Movimento, bem como de Conselheiros da UFVJM voltou atrás da decisão.

O reitor continuou o discurso dizendo que os novos campus (Janaúba e Unai) terão, inicialmente, 07 cursos de graduação, com cerca de 140 professores. Porém, alertou que a criação dos campus não serão criados a “torque de caixa”, ou seja, não serão instalados sem um prédio próprio, sem estrutura para receber uma universidade.

 

Após, foi dada a palavra por somente dois minutos (o que gerou protestos) ao psicólogo Albano Silveira Machado, o popular Banu (Blog do Banu) de Berilo. O mesmo, com entusiasmo e conhecimento de causa, cobrou a implantação da campus não só em Janaúba e Unaí, mas também em mais três cidades do vale (médio, alto e baixo Jequitinhonha), sem a definição, ainda, das cidades que seriam contempladas. Requereu mais respeito com o povo do vale do Jequitinhonha. Citou a evolução na educação no governo do ex-presidente Lula, além de ter cobrado uma audiência pública para melhor debate da situação.

 

Álbano (Banu) reivindicando campus no Vale do Jequitinhonha

Em seguida, foi dada a palavra à enfermeira Maflávia Ferreira, de Itaobim, onde foi demonstrado ao CONSU um estudo para a implantação de campus no médio e baixo Jequitinhonha e que desde 2007 foi solicitado, através deste estudo, a expansão à Itaobim.

 

Após, uma das líderes do movimento “A UFVJM é nossa”, Maria do Rosário Sampaio, a Zara, de capelinha, representando o Movimento Mulheres Organizadas de Capelinha, cobrou explicação e respeito sobre os projetos já apresentados à Universidade. Cobrou ainda, com entusiasmo que lhe é peculiar, a implantação de pólos no Vale do Jequitinhonha.

 

Maria do Rosário (Zara Sampaio) reivindicou com
entusiasmo a expansão de campus dentro do Vale

Estudantes de Janaúba requereram a expansão a cidade por estarem em lugares estratégicos no norte de Minas.

 

Posteriormente, a estudante Elisabeth, de Itaobim, do movimento Vozes da Juventude, apesar de muito jovem, discursou com brilhantismo, requerendo mais respeito ao sofrido Vale do Jequitinhonha, além da implantação de pólos no Vale.

 

Estudante Elisabeth, de Itaobim, do Movimento Vozes da Juventude

 

Após, Hélio Souza, do Jornal A Cidade, de Capelinha, cobrou também a expansão à cidades do Vale, demonstrando as vantagens de se instalar o pólo em sua cidade, por diversos fatores.

 

Hélio Souza, do Jornal A Cidade, de Capelinha/MG

 

O reitor voltou a discursar dizendo que o movimento deveria cobrar a implantação de cursos junto ao MEC e não na universidade. Disse que a criação em Janaúba e Unai era fato consolidado.

 

Posteriormente, o vereador Pedro Paulo, de Itaobim, disse que esteve em 2007 requerendo a expansão à cidade de Itaobim, com um plano elaborado para tal.

 

O prefeito de Jequitinhonha, Roberto Botelho foi o único representante do vale que foi em contramão com a vontade de todos, tendo apoiado a criação de campus em Janaúba e Unaí e reiterou a fala do reitor dizendo que o movimento deveria cobrar junto ao MEC a expansão de campus. Falou ainda de uma visita do reitor à sua cidade, onde foi mostrado ao mesmo o terreno onde a universidade poderia abrigar seu campi.

 

O vereador de Capelinha, Wilson Coelho, reiterou a expansão da universidade para o vale. Demonstrou, ainda, as vantagens de se ter um campus em Capelinha. Cobrou uma pressão aos deputados federais e estaduais para a implantação de campus pelo MEC.

 

Vereador Wilson Coelho, de Capelinha

O Dr. Jean Freire, de Itaobim, discordou do prefeito de Janaúba, que teria dito na ocasião que era melhor o vale dar o campus a Janaúba do que ficar sem. O suplente a deputado estadual pelo PT explanou que o vale precisa mais receber do que dar. Disse ainda, que não e contra a expansão à Janaúba e Unaí, mas que é de suma importância a expansão dentro do Vale. Requereu ainda dos conselheiros presentes que se juntem ao vale na luta pela expansão.

 

Houve manifestações contrarias a expansão por parte de alguns conselheiros, por entender que a universidade não consegue manter uma universidade (em Diamantina), o que dirá então se expandisse campus para outras cidades?

 

Outro diretor do CONSU requereu a inclusão no PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional) 2011-2015, a inclusão de metas para que até 2015 a universidade crie 03 pólos no Vale do Jequitinhonha.

 

Após, foi realizada votação para a criação de pólos em Janaúba e Unaí, que foi aprovado por maioria.

 

Depois, foi aprovado também a inclusão no PDI que seja criado até 2015 a expansão de 03 pólos no médio, baixo e alto Jequitinhonha.


Blog do Jequi - Leia Mais: http://blogdojequi.blogspot.com/2011/10/vitoria-ufvjm-cria-campus-e...
http://blogdojequi.blogspot.com/

 

Exibições: 105

Responder esta

Respostas a este tópico

Com essa aprovação quem ganha é o Vale do Jequitinhonha, principalmente a juventude que é a massa populacional com mais vontade de engajar numa universidade em busca de uma profissão.

Amém!

No sentido latim mais puro da palavra! Que, de fato, assim seja!

Agora, galerinha, ainda cabe a nós cobrar das prefeituras das regiões contempladas que apresentem propostas super bem elaboradas, pra que as cidades sejam escolhidas!

A luta continua, e com mais fôlego, depois dessa vitória do povo do Vale!

Responder à discussão

RSS

Este deve ser um espaço de interação e troca de experiências entre os participantes da Rede de Jovens Comunicadores do Semi-árido Mineiro.

© 2019   Criado por Oficina de Imagens.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço