FEIRA DA ECONOMIA POPULAR SOLIDARIA EM ARAÇUAI

Araçuaí comemora aniversário com Feira da Economia Popular Solidária PDF Imprimir E-mail

alt

Na semana em que completa 140 anos de emancipação, um dos grandes presentes de Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, foi receber 60 empreendimentos, de 22 municípios, na Feira Regional da Economia Popular Solidária, realizada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete). A feira teve início nesta terça-feira, 21, e vai até as 22h desta quinta, 22 de setembro.

“Só temos que agradecer aos coordenadores do evento a oportunidade de mostrar nossos produtos e aprender mais, não só sobre a comercialização, mas também sobre outros artesanatos”, declara a artesã de Itinga, Maria Helena Moreira, membro do grupo Arte Solidária.

Para o presidente do Conselho Estadual da Economia Popular Solidária, Rodrigo Vieira, construir a Economia Solidária é participar ativamente do desenvolvimento do país. “O dinheiro circula no local e gera trabalho, emprego e renda para os municípios. Além disso, as feiras são importantes espaços de valorização da cultura regional”, afirma.

De acordo com o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Carlos Pimenta, todos os empreendimentos participantes das feiras estão sendo cadastrados para a criação de centros permanentes de comercialização nos municípios e também para que sejam beneficiados com as políticas públicas da Economia Popular Solidária. “Estamos investindo na formação e assistência técnica aos empreendedores e no fomento à comercialização, além da liberação de crédito, com menores taxas e baixa tributação dos produtos. Para aumentar a visibilidade, vamos ainda criar um site com um catálogo completo de todos os artigos comercializados em todas as feiras que realizarmos”, destaca.

A Feira Regional de Araçuaí está sendo realizada na Praça Manoel Fulgêncio, no Centro da cidade. No local, há ainda uma unidade móvel do Sine-MG que está emitindo Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). O serviço é gratuito e o trabalhador precisa levar apenas o documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

Exibições: 12

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede de Jovens Comunicadores do Semiárido Mineiro para adicionar comentários!

Entrar em Rede de Jovens Comunicadores do Semiárido Mineiro

Este deve ser um espaço de interação e troca de experiências entre os participantes da Rede de Jovens Comunicadores do Semi-árido Mineiro.

© 2019   Criado por Oficina de Imagens.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço